Home / Saiu na Imprensa / Educação: investigação policial aponta novos indícios de fraudes

Educação: investigação policial aponta novos indícios de fraudes

jornalO trabalho feito pela Polícia Civil baiana na “Operação Prometheus” foi divulgado na imprensa local. A segunda fase da investigação apontou desvios de dinheiro público no âmbito da Secretaria Municipal de Educação – SMED (então Secult). As fraudes que aconteceram em 2013 causaram rombos milionários em um convênio entre o órgão e uma ONG.

O cidadão quer saber quem foram os responsáveis pelos desvios de verbas públicas e onde esse dinheiro foi aplicado, pois, enquanto os servidores municipais clamavam por assistência à saúde e um Plano de Cargos e Vencimentos (PCV), os cofres da cidade eram roubados para atender a interesses nebulosos.

Clique aqui e conheça detalhes da investigação que mostra que vários aditivos foram feitos em contratos que totalizaram cerca de R$ 120 milhões, sem que fossem prestados serviços e/ou produtos tivessem sido entregues na secretaria responsável pela educação de nossas crianças.

 

Além disso, verifique

Câmara dos Deputados aprova criação do Sistema Único de Segurança Pública

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (11), o projeto de lei que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.