Home / Destaques / Sindseps exige nova análise para servidores não contemplados na Bolsa Educação

Sindseps exige nova análise para servidores não contemplados na Bolsa Educação

A diretoria do Sindseps manteve seu espírito combativo em defesa dos servidores municipais. Dessa vez, a participação da entidade foi no sentido de exigir a valorização do trabalho da categoria na Operação Carnaval 2017. Além disso, as demandas que não foram resolvidas no programa “Bolsa Educação“. A reunião da Mesa Permanente de Negociação aconteceu no final da tarde dessa sexta-feira (17)

Mesmo sendo alvo de cobranças incisivas, alegando impossibilidades de realizar acréscimos nos valores da hora trabalhada na Operação Carnaval, a gestão municipal não indicou outras formas de valorização do trabalho especial dos servidores durante a festa. A argumentação do sindicato, por meio de seus diretores, foi no sentido de apontar a necessidade de que o auxílio alimentação tivesse incremento ampliado frente à inflação. Durante o Carnaval, a dificuldade de se alimentar com o valor pago atualmente é muito grande.

Foi solicitado que fossem mantidos os quadros que estiveram na operação do ano passado, como forma de diminuir os prejuízos aos servidores e que ainda fossem realizados estudos para agregar mais servidores. Inicialmente, a gestão municipal informou que pretende aplicar um percentual de 6,28% no auxílio alimentação, mesmo sob protestos dos diretores que exigiam índice maior, pelo fato de considerar um acréscimo insuficiente para atender às necessidades dos trabalhadores durante a jornada especial.

Em relação ao programa “Bolsa Educação“, os diretores solicitaram que fossem analisadas as situações dos servidores que não foram contemplados por questões de margens de consignação. A solicitação foi para que essas avaliações fossem minuciosas e feitas de maneira individual em cada caso, buscando compreender os motivos que deram causa ao fato de não serem beneficiados. A correção sendo feita terá como imediata consequência, a inclusão do servidor na colocação que lhe garanta a contemplação.

Outro item tratado mesmo não constando da pauta que motivou a reunião da Mesa Permanente de Negociação (MPN) foi a produtividade. A alegação da gestão municipal é de que ainda estão sendo processadas as avaliações para que o pagamento seja feito aos servidores.

Para afirmação dos temas relacionados com a Bolsa Educação, a diretoria do Sindseps solicitou outra reunião da MPN. A expectativa é de que o novo encontro aconteça na próxima terça-feira (21). Na oportunidade, será solicitado o encaminhamento que trata das análises individuais dos casos dos servidores não contemplados.

Além disso, verifique

Unidade na luta: entidades realizam reunião ampliada e traçam estratégias para 2020

Dialogando de forma coletiva para fazermos uma luta com unidade e ainda mais força, a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.