Home / Destaques / Sindseps cobra EPI’s para guardas civis municipais atuarem nas ruas e postos fixos

Sindseps cobra EPI’s para guardas civis municipais atuarem nas ruas e postos fixos

A pandemia do coronavírus modificou a rotina de trabalho e convivência social na cidade. Por conta disso, medidas restritivas foram determinadas pelo prefeito e precauções devem ser tomadas de maneira individual para garantir que não exista proliferação do vírus. A diretoria do Sindseps atenta às questões quem envolvem a proteção dos colegas guardas civis municipais, buscou junto à gestão da GCMS que os servidores do órgãos recebessem todos os equipamentos de proteção individual necessários para continuar exercendo suas atividades nas ruas e postos fixos.

O diretor Marcelo Rocha fez diversas intervenções presenciais na sede da GCMS no sentido de cobrar que aconteça a distribuição de álcool em gel 70%, máscaras, luvas e demais EPI’s para as viaturas e postos fixos. Além disso, que haja fiel observâncias às restrições constantes nos decretos como forma de diminuir as possibilidades de contágio e propagação do coronavírus por conta da atividade laboral.

“Temos tido uma preocupação constante com nossos colegas. Cada atitude que tomamos é no sentido de garantir que com nosso trabalho sejamos instrumentos de combate à pandemia e se formos potenciais vítimas, a situação tende a piorar no controle e segurança urbana. Estamos cobrando proteção para dar proteção ao cidadão e juntos superarmos esse momento crítico em nossa cidade”, observou Rocha.

Além disso, verifique

Contradições e conveniências marcam aprovacão da reforma da previdência municipal, alega sindicato

Projeto foi aprovado em uma sessão remota e sem ajustes necessários para resguardar direitos dos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.