Home / Destaques / Aprovado: vontade coletiva dos servidores municipais na #campanhasalarial prevalece na Câmara Municipal

Aprovado: vontade coletiva dos servidores municipais na #campanhasalarial prevalece na Câmara Municipal

DSC_0171

Uma jornada de triunfo teve mais um capítulo na tarde desta terça-feira (18). Os servidores municipais lotaram as galerias da Câmara Municipal de Salvador (CMS) para exigir a aprovação do reajuste da categoria. A #campanhasalarial2015 transformada na Mensagem 10/15 foi aprovada no plenário, mesmo com a reação intempestiva de alguns vereadores da oposição, que tentavam impedir a votação.

Desde as primeiras horas da manhã, diretores do Sindseps e vários servidores já ocupavam a frente da Casa do Povo. A intenção era garantir que a vontade coletiva pudesse prevalecer no plenário Cosme de Faria. Todas as manifestações em contrário, mesmo que insuficientes, foram respeitadas dentro do espírito democrático que acompanha esta entidade.

recorte_reajuste

Os profissionais de saúde tiveram seus vencimentos majorados em 6,5% (seis vírgula cinco por cento). Os agentes de saúde passam a perceber um reajuste de 13,86 (treze vírgula oitenta e seis por cento) conforme o texto da Lei aprovada.

Este reajuste é retroativo ao mês de maio, conforme a exigência da nossa data-base.

Diretores do Sindseps comemoraram a aprovação do reajuste e junto com os servidores iniciam uma nova luta. “Mais um dia que entra para a história de luta da nossa categoria. A união dos trabalhadores e trabalhadoras foi fundamental para que nosso reajuste fosse aprovado. Cada grito de vibração emitido dentro do plenário foi um indicador do caminho que os vereadores deveriam seguir. Começa uma nova jornada que exigirá novas mobilizações para cobrar toda a pauta da Campanha Salarial 2015. Não abriremos mão do que os servidores aprovaram nas assembleias”, afirmou o coordenador geral do Sindseps, Everaldo Braga.

O dirigente aponta que o reajuste não é o passo final da #campanhasalarial2015. “Dedicaremos novas ações em busca de novas conquistas. Empreenderemos esforços para transformar a pauta aprovada em realidade. Queremos que as gratificações passem a existir conforme decidimos. A Junta Médica deve funcionar devidamente. As unidades de saúde precisam de estrutura para acolher os usuários. Queremos valorização dos agentes de copa e cozinha, além da luta pelo piso salarial dos agentes de saúde. Seremos leais guerreiros nesta batalha e estaremos com a nossa categoria”, concluiu Braga.

Outro item da #campanhasalarial2015 já está publicado na edição do Diário Oficial desta terça-feira. O reajuste do auxílio alimentação que passa para R$ 337,39 (trezentos e trinta e sete reais e trinta e nove centavos), retroagindo seus efeitos a 1º de maio de 2015.

Além disso, verifique

Unidade na luta: entidades realizam reunião ampliada e traçam estratégias para 2020

Dialogando de forma coletiva para fazermos uma luta com unidade e ainda mais força, a ...

Um comentário

  1. RODOLFO RODRIGO FONTES TEIXEIRA

    SENHORES SOU AGENTE DE ENDEMIAS E NÃO CONSIGO ENTENDER AONDE ESSA BRIGA SINDICAL VAI PARAR,POIS SEI QUE ISSO E UM ABUSURDO COMO PODE DOIS SINDICATOS E UMA ASSOCIAÇÃO USAR AGENTE COMO MASSA DE MANOBRA PARA ENTERRESES PESSOAIS ISSO TEM QUE ACABAR A BRIGA DOS AGENTES TEM QUE SER AGORA E CONTRA ESSA BAGUNÇA E NÃO CONTRA A PREFEITURA A PREFEITURA DAR O QUE AGENTE BRIGA SE NÃO TEM BRIGA POR QUE OS SINDICALISTA DE ARAQUE FINGE NOS APOIAR PORRISO ESTAMOS NESSA SITUÇÃO QUEREMOS NOTAS DE ESCLARECIMENTO PARA NOSSA CATEGORIA, SE LEVANTAR MAIS PROTESTANTES PODE TER CERTEZA JÁ ERA S SINDICATOS.EU SOU O QUE PENSO…….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.