Home / Destaques / Agentes de saúde demonstram força da mobilização e nova assembleia pode definir por paralisação

Agentes de saúde demonstram força da mobilização e nova assembleia pode definir por paralisação

Uma manhã memorável que teve o protagonismo dos agentes de saúde mobilizados de maneira aguerrida no centro da cidade. A assembleia setorial da categoria realizada na Praça Municipal, nesta quarta-feira (15), foi uma reafirmação da unidade dos trabalhadores e trabalhadoras em torno de suas pautas principais. O Piso Salarial Nacional negado pela Prefeitura de Salvador e o calote do avanço de nível juntam-se aos problemas de enfrentados pelos colegas em restrições médicas.

A caminhada feita pela Rua Carlos Gomes em direção à sede da Secretaria Municipal de Gestão (Semge) mostrou aos populares que a Prefeitura de Salvador permanece inerte diante das cobranças feitas pelos agentes de saúde. A imprensa local noticiou a nossa mobilização e pudemos reafirmar que o prefeito descumpre as legislações federais e municipais previstas para a categoria.

O coordenador geral do Sindseps, Helivaldo Alcântara, apontou a necessidade de ampliar a mobilização e garantir a unidade da luta dos trabalhadores da Prefeitura de Salvador. “Hoje estamos demonstrando ao prefeito de Salvador e ao secretário de Gestão que nós estamos mobilizados e aumentaremos nossa presença nas ruas da cidade para dizer ao povo que as falácias não devem prosperar. Os agentes de saúde permanecem de forma precária em salário, segurança, condições de saúde e a Prefeitura se mantém omissa em resolver as questões. O avanço de nível é um calote, o Piso Salarial é negado e os colegas em restrição sendo obrigados a trabalhar sem qualquer amparo. Isso é desumano”, afirmou Alcântara.

Opinião semelhante teve o diretor do Sindseps, Rogério Dantas. Para ele, os agentes de saúde continuam sendo massacrados pela inércia da gestão municipal. “Estamos vivenciando situações surreais, onde uma gestão pública comete desobediência corriqueira de várias legislações federais e até mesmo, daquelas enviadas como projetos do próprio Executivo. O avanço de nível é um calote desonesto que estamos tomando e o Piso Salarial parece que o prefeito e o seu secretário acreditam que transformarão em utopia”, apontou Dantas.

Uma nova assembleia será realizada no pr´óximo dia 23 de setembro, a partir de 09h. As entidades representativas divulgarão o local do encontro setorial. Além do Sindseps, Sindacs, AASA-Bahia e Aaces participaram da mobilização.

Além disso, verifique

07OUT: Assembleia geral é unidade da classe trabalhadora do serviço público municipal

A próxima quinta-feira (07) será o palco de mais um momento de união e luta ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.