Home / Destaques / Agentes de saúde de Salvador constroem novo capítulo na luta coletiva da categoria

Agentes de saúde de Salvador constroem novo capítulo na luta coletiva da categoria

Atendendo ao chamado da luta unificada da categoria, agentes de saúde da capital baiana estiveram reunidos em assembleia setorial, na manhã desta terça-feira (28), em frente à Secretaria Municipal de Saúde, no Comércio. A pauta destacada pelas entidades representativas dos trabalhadores e trabalhadoras teve a defesa integral do Piso Salarial Nacional previsto na Lei 13708/2018 como principal ponto das discussões durante o encontro. Além disso, a manutenção do formato de horário ininterrupto também foi situação tratada.

Com a participação expressiva de diretores do Sindseps, Sindacs, Aasa e Ademacen, os colegas agentes de saúde puderam expressar seus posicionamentos para as lideranças da categoria de forma franca e sem qualquer impedimento. Cada observação apontada era considerada como contribuição ao conjunto de estratégias para enfrentamento das demandas reprimidas e do novo desafio referente à carga horária de trabalho. De maneira organizada e democrática, a assembleia seguiu até a decisão de permanecer defendendo a decisão coletiva de batalhar para tornar o Piso Salarial em realidade.

O diretor do Sindacs, Lázaro Figueiredo considerou a discussão sobre o horário ininterrupto como necessária e destacou o empenho da entidade em garantir que não exista qualquer prejuízo na remuneração e na jornada dos agentes de saúde no serviço público. Durante a sua fala destacou ainda a unidade protagonizada pelas entidades que convocaram a assembleia e reforçou a luta em direção do Piso Salarial da categoria. O diretor Mário dos Santos abordou sobre a necessidade de encorajamento dos trabalhadores na mobilização. Além deles, o diretor Edson Morais reforçou o entendimento do Sindacs sobre a jornada diária ininterrupta.

Sobre esse aspecto do horário ininterrupto, o diretor do Sindseps, Rogério Dantas lamentou atitudes equivocadas que tentam induzir os agentes de saúde na direção de escolher uma escala de trabalho diferenciada em detrimento ao Piso Salarial que é uma das verdadeiras conquistas da categoria. O diretor Nildo Pereira reforçou essa compreensão acerca da verdadeira demanda dos colegas e falou sobre os processos judiciais em curso que seguem com decisões em favor dos trabalhadores. A diretora Edna Maria citou a Lei Ruth Brilhante como texto pacificador na direção da recomendação da Procuradoria da República que trata da jornada de trabalho dos integrantes da Estratégia de Saúde da Família.

Ao final da assembleia, os agentes de saúde decidiram manter a mobilização em torno da implantação imediata do Piso Salarial e da manutenção do horário ininterrupto. A expectativa é de iniciar discussões setoriais com a Semge, Secretaria de Saúde e Procuradoria do Município no sentido de consolidar o cumprimento das pautas apresentadas. A categoria também participará da assembleia geral dos servidores municipais programada para esta quarta-feira (29), a partir das 08h, na frente da Semge, no Vale dos Barris.

Além disso, verifique

Retomada do controle social: Conselho Municipal de Saúde de Salvador tem novo presidente

“Viveremos um novo tempo de reafirmação do controle social na saúde pública de Salvador. Essa ...

Um comentário

  1. Parabéns pela iniciativa à todos!!.👏👏👏👏👏

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.